Notícias

27/06/2018

233 municípios recebem recursos para a coleta seletiva de lixo

Mais 233 municípios paranaenses receberam do Governo do Estado recursos e equipamentos para a coleta seletiva do lixo. A ação se dá por meio do Reciclo Paraná, programa pioneiro no Brasil, que abrange um sistema integrado de coleta seletiva do lixo, separação e venda de recicláveis para gerar renda a associações e cooperativas de recicladores.

A governadora Cida Borghetti assinou os convênios com os municípios nesta terça-feira (26), em Curitiba, durante o Encontro Estadual do Reciclo Paraná, que reuniu mais de 1.000 pessoas, entre prefeitos, profissionais das prefeituras, dirigentes de associações e cooperativas de recicladores para uma capacitação sobre as ações do programa.

Os convênios somam R$ 140 milhões, que serão usados para a compra de 65 novos caminhões de coleta seletiva, 95 equipamentos como compactadores e esteiras para os barracões onde são feitas a triagem do lixo, além de 189 conjuntos formados por cestos e carrinhos de coleta nas ruas.

Cida afirmou que o progresso das cidades está diretamente ligado às políticas públicas na área ambiental. “Quando preservam e cuidam do meio ambiente, dando destinação correta ao lixo, os municípios conseguem gerar mais oportunidades, renda e empregos e, consequentemente, mais qualidade de vida à população. É uma cadeia de oportunidades”, disse a governadora. O Paraná, enfatizou a governadora, é o primeiro estado do Brasil a criar um programa que alia responsabilidade social e ambiental e unifica as ações do Governo do Estado e a estrutura dos municípios para implantação da coleta seletiva de resíduos sólidos.

As ações em parceria com as prefeituras, disse Cida, demonstram a marca municipalista da gestão. Ela lembrou que, em 80 dias, os convênios, ordens de serviços e autorizações de licitações para investimentos nos municípios ultrapassam a R$ 3 bilhões. “Somos municipalistas e investimos nas cidades, onde as pessoas vivem e precisam do nosso apoio, não só em meio ambiente, mas também em saúde, educação, infraestrutura e todas as outras áreas.”

AMPLITUDE - O Reciclo Paraná é coordenado pelo Instituto Águas do Paraná e tem a parceria da Sanepar, o Programa de Voluntariado do Paraná (Provopar) e Itaipu Binacional.

Segundo Iram Rezende, presidente do Águas Paraná, é o programa com maior amplitude do país, pois busca uma solução definitiva para a coleta seletiva e trabalha a questão como política pública. “Um ciclo completo, com ganhos sociais e ambientais muito grande”, disse ele.

CONQUISTAS - Em três anos, o Estado já liberou mais de R$ 100 milhões para compra de caminhões específicos para coleta, maquinários para separação dos resíduos e conjuntos de carrinhos de coleta e cestos de lixo reciclável.

Desde a sua criação, em 2015, 362 municípios já foram beneficiados com ações do programa. “A nossa meta é atingir até o final deste ano os 399 municípios do Estado, transformando esse programa, único com essa envergadura em todo o Brasil, em um modelo nacional”, afirmou Iram Rezende.

Com as autorizações de hoje, chega a 384 o número de caminhões para coleta já entregues; a 126 equipamentos para barracões (moega extensiva, esteira mecânica de separação, prensas hidráulicas, empilhadeira elétrica, paleteira hidráulica manual e balança mecânica) e a 306 conjuntos de lixeiras e carrinhos manuais urbanos.

EDUCAÇÃO AMBIENTAL - Além de estruturar os municípios, o Reciclo Paraná também envolve ações de educação ambiental e de capacitação dos catadores. Com apoio da Sanepar, Provopar, do Tecpar e da Itaipu Binacional, eles recebem cursos e palestras sobre organização administrativa, física e comercial. Também são realizadas campanhas de conscientização junto à população para a separação diária do lixo.

“Uma equipe qualificada trabalha com os recicladores e a comunidade com uma abordagem e um convencimento didático a respeito de educação ambiental e da importância de separar o lixo nas residências para que os recicladores possam realizar seu trabalho de forma mais tranquila”, disse o secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antônio Carlos Bonetti.

Para José Teixeira Sobrinho, presidente da Apava (Associação de Agentes Ambientais Palotina Preserva), essas orientações são benéficas para a entidade, que trabalha com cerca de 70 mil quilos por mês de lixo reciclável. “É um programa 100%, que vai nos dar um ânimo a mais para fazer nosso trabalho, sempre respeitando a nossa querida mãe natureza”, disse ele.

GALERIAS PLUVIAIS - No mesmo encontro, a governadora também autorizou a entrega de 59.459 metros de tubos de concreto para as prefeituras implantarem galerias pluviais para contenção de enchentes, alagamentos e erosão urbana.

PRESENÇAS - Participaram da solenidade o chefe da Casa Civil, Dilceu Sperafico; os secretários de Estado da Fazenda, João Luiz Bovo; do Desenvolvimento Urbano, Silvio Barros; do Trabalho, Paulo Rossi; da Comunicação Social, Alexandre Teixeira; e do Esporte e Turismo, João Barbiero; o ex-governador Beto Richa; o presidente do Tecpar, Julio Félix; o presidente da Itaipu, Marcos Stamm; o presidente da Sanepar, Ricardo Soavinski; a presidente do Provopar, Carlise Kwiatkowski; os deputados federais Osmar Serraglio, Toninho Wandscheer e Aliel Machado; os deputados estaduais Tiago Amaral, Paulo Litro, Evandro Júnior, Nelson Justus, Bernardo Carli, Paulo Litro, Tião Medeiros, Maria Victória, Luiz Cláudio Romanelli, André Bueno, Stephanes Júnior, Elio Rusch, Artagão Júnior, Alexandre Curi, Mara Lima, Cristina Silvestre, Rasca Rodrigues, Márcio Paulik, Jonas Guimarães e José Carlos Schiavinato.

BOX I
Prefeitos falam da importância do programa para suas cidades
Os prefeitos que assinaram os convênios destacaram a importância do programa Reciclo Paraná para implantação da coleta seletiva nos municípios que ainda não possuem o sistema organizado e para a ampliação da área de atuação naqueles que já fazem a reciclagem. Também afirmaram que o programa contribui para a geração de emprego e renda e traz mais desenvolvimento social às cidades. “Sem o apoio do Governo do Estado não seria possível estruturar a coleta seletiva como temos feito. É uma campanha completa que muda a realidade da educação ambiental no Paraná”, disse a prefeita de Flórida (Noroeste), Márcia Dall′Ago.

Em Bom Sucesso (Vale do Ivaí), 50 famílias vivem da reciclagem. Com o programa do Governo do Estado, o município reorganizou a associação dos catadores e vai atender todos os bairros com a coleta. “A iniciativa está mudando a realidade das famílias que não tinham organização e nem como destinar o material coletado. Agora elas terão renda com segurança no trabalho”, afirmou o prefeito Raimundo de Almeida Junior .

Santana do Itararé (Norte Pioneiro) recebeu um caminhão compactador e um conjunto de materiais para melhorar os índices de coleta de materiais reciclados. “Já superamos os 30% da separação do lixo e, graças a esses convênios, será possível adequar a cooperativa para gerar mais renda”, declarou o prefeito Joás Michetti . Dez famílias trabalham com coleta seletiva.

Guaratuba (Litoral) ampliou a cobertura da coleta seletiva a partir do Reciclo Paraná. O prefeito Roberto Justos informou que hoje 100% do município, que possui 90% de área de preservação ambiental, conta com a coleta. “Já recebemos equipamentos para a triagem dos materiais e agora teremos também o caminhão e cestos que completam o kit que vai deixar o sistema de coleta seletiva muito mais eficiente”, disse. Para o prefeito de General Carneiro (Sul), Luís Otávio Geller Saraiva, a entrega de equipamentos representa um grande avanço. “Permitirão que concluir o barracão e implantar totalmente o programa”, afirmou. O Reciclo Paraná chegou à cidade em 2017.

O prefeito de Bela Vista do Paraíso (Norte), Edson Vieira Brene, planeja a construção do novo barracão para abrigar a cooperativa de catadores. A cidade de pouco mais de 15 mil habitantes tem 16 famílias cooperadas. “O barracão é terceirizado, mas vamos construir um próprio do município para receber os equipamentos e trabalhar ainda mais”, disse. Já Formosa do Oeste (Oeste) vai implantar a partir de agora o sistema de reciclagem. “Recebemos os recursos para fazer o manejo correto dos resíduos do município”, disse o prefeito Luiz Antônio Domingos de Aguiar.

PRESENÇAS - Participaram da solenidade o chefe da Casa Civil, Dilceu Sperafico; os secretários de Estado da Fazenda, João Luiz Bovo; do Desenvolvimento Urbano, Silvio Barros; do Trabalho, Paulo Rossi, da Comunicação Social, Alexandre Teixeira, e do Esporte e Turismo, João Barbiero; o ex-governador Beto Richa; o presidente do Tecpar, Julio Félix; o presidente da Itaipu, Marcos Stamm; o presidente da Sanepar, Ricardo Soavinski; a presidente do Provopar, Carlise Kwiatkowski; os deputados federais Osmar Serraglio, Toninho Wandscheer e Aliel Machado, os deputados estaduais Tiago Amaral, Paulo Litro, Evandro Júnior, Nelson Justus, Bernardo Carli, Paulo Litro, Tião Medeiros, Maria Victória, Luiz Cláudio Romanelli, André Bueno, Stephanis Júnior, Elio Rusch, Artagão Júnior, Alexandre Curi, Mara Lima, Cristina Silvestre, Rasca Rodrigues, Márcio Paulik, Jonas Guimarães e José Carlos Schiavinato.

Fonte: Agência Estadual de Notícias

Recomendar esta notícia via e-mail:
Captcha Image Carregar outra imagem