Programa Água no Campo

 

poco

 

               O Estado do Paraná caracteriza-se por uma grande riqueza de recursos hídricos superficiais. Entretanto, estes recursos apresentam altos níveis de degradação provenientes da mecanização agrícola, ocasionando assoreamento e turvamento d’água, bem como contaminação por fertilizantes e agrotóxicos, tornando-os inadequados para as necessidades de abastecimento. As fontes tradicionalmente utilizadas para o abastecimento das populações rurais do Estado, tais como fontes de origem freáticas e os poços cavados (cacimbas), apresentam-se, em sua totalidade, contaminados por poluentes químicos (agrotóxicos, metais pesados, etc.) e orgânicos (coliformes fecais e bactérias patogênicas).

Diante deste contexto, e tendo em vista as necessidades de suprimento das demandas rurais com água de boa qualidade, a partir de 1983, foram adquiridos, com verbas do tesouro do Estado e recursos do governo Federal (Sudesul), equipamentos de perfuração. Estes equipamentos permitiram ao governo atuar em todo o Estado na atividade de abastecimento domestico rural mediante a exploração dos recursos hídricos subterrâneos, através da construção de poços tubulares.

Desde então o Estado do Paraná através da coordenação e execução por parte dos hidrogeológos do Instituto das Águas do Paraná tem desenvolvido uma série de programas que buscam atender às necessidades de abastecimento de água no meio rural. Foi assim com o Pró-Rural e com o Programa de Micropoços no início da década de 80, com o Programa Estadual de Saneamento Rural – PESR na década de 90, e mais recentemente com Programa de Vilas Rurais e com o Programa Água no Campo.

A disponibilização do poço tubular permite melhorar a qualidade de vida do meio rural, fixar o cidadão no campo e melhorar a qualidade ambiental e a saúde pública através da redução do índice de doenças de veiculação hídrica. Além disso, cria uma alternativa de auto gerenciamento de abastecimento de água gerando a independência dos núcleos populacionais rurais.

A execução desses programas também possibilita ao Estado a geração de informações hidrogeológicas básicas fornecidas pela documentação dos poços perfurados, possibilitando assim de forma combinada o uso e pesquisa da água subterrânea no Estado do Paraná.

Estão sendo viabilizadas, perfurações de poços tubulares com equipamentos próprios e sistemas de abastecimento de água pelo Programa Água no Campo.

Perfurações de Poços Tubulares com Equipamentos Próprios
Devido à deficiência de recursos para implantação de sistema de abastecimento completo, o AGUASPARANÁ atualmente, contribui com uma parcela importantíssima do mesmo, ou seja, apenas na captação subterrânea (poço tubular).

Como Funciona
A viabilidade técnica de atendimento, das solicitações cadastradas, se dá por meio de Contrato Administrativo com as Prefeituras Municipais, no modelo de parceria Estado/Município. O Estado, através do AGUASPARANÁ, participa com o equipamento de perfuração e o pessoal técnico, sendo a contra partida das Prefeituras a definição do local da perfuração, tubos de revestimentos/e ou filtros, combustível (óleo diesel), areia, brita, cimento e custeio.

Após a conclusão dos serviços de perfuração, o AGUASPARANÁ encaminha o relatório técnico conclusivo com respectiva análise físico-química à Prefeitura ou Comunidade, sendo de responsabilidade destas a regularização da área de uso em comum, a operacionalização do poço (bomba, reservatório, energia e adução) e a solicitação da outorga de uso do manancial.

Quem Pode Solicitar
Os equipamentos do Instituto das Águas do Paraná são destinados, exclusivamente a atendimentos de solicitações enviados por organismo Estadual/Municipal e Entidades Públicas. As solicitações deverão ser encaminhadas em nome do Diretor Presidente, anexando o local do empreendimento pretendido localizado em mapa do município e plani-altimétrico.

Devidos ao número de solicitações cadastradas atualmente e pela capacidade dos equipamentos, será realizada a perfuração de um poço por município em uma primeira etapa. Os poços tubulares serão perfurados em diâmetro de 6 (seis) polegadas e profundidade média de 150 metros.

Nessa modalidade, o AGUASPARANÁ entregará a Prefeitura Municipal ou Comunidade o sistema de abastecimento de água, exceto a rede de distribuição de água de competência da Prefeitura, bem como a regularização da área onde está previsto o empreendimento, o gerenciamento do sistema com a comunidade e Outorga de uso do manancial.

Recomendar esta página via e-mail: