Notícias

04/10/2017

AGUASPARANÁ participa de evento preparatório para o Fórum Mundial da Água

Reunindo experiências bem sucedidas na gestão dos recursos hídricos, foi realizado nos dias 27 e 28 de setembro, na cidade de Foz do Iguaçu, mais um evento preparatório para o Fórum Mundial da Água, que vai acontecer em março, em Brasília. O Fórum Cidadão foi organizado pela Itaipu Binacional e pela Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas (Rebob), com o apoio da Agência Nacional de Águas (ANA). A programação reuniu mais de 200 pessoas de órgãos governamentais e não governamentais do Brasil, Paraguai e Argentina.

Durante os dois dias de encontro foram apresentados diversos casos do Brasil que demonstram como cidadãos e comunidades tem se organizado para fazer a gestão da água. Entre os projetos estão os da região Oeste do Paraná, apoiados pela Itaipu. Algumas dessas propostas serão selecionadas para serem apresentadas em Brasília, durante o Fórum Mundial da Água.

O encontro também contou com a presença do diretor de Gestão de Bacias Hidrográficas, do Instituto das Águas do Paraná, Everton Luiz da Costa. Ele ressaltou que o Paraná é um estado rico em recursos hídricos e tem muitas experiências para contribuir com o Fórum. Para ele, o evento de Brasília será uma oportunidade para conhecer experiências mundiais e definir ações políticas sobre o uso e gestão desse importante recurso natural. "Será um local de debates das  múltiplas visões sobre os recursos hídricos subterrâneos ou superficiais reunidos no mais importante evento do setor no planeta", afirmou.

Além do diretor do AGUASPARANÁ, também participaram do evento em Foz do Iguaçu, o biólogo da diretoria de Gestão de Bacias Hidrográficas, Nilson Piacentini  e o coordenador de Recursos Hídricos e Atmosféricos, José Luiz Scroccaro, da Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (SEMA

Fórum Mundial

O 8º Fórum Mundial da Água, o primeiro realizado no Hemisfério Sul, tem um enfoque não só para o Brasil, mas para toda América Latina, defendeu o governador do Conselho Mundial da Água – entidade organizadora do Fórum – Lupércio Ziroldo Antonio, que também preside a Rede Brasil de Organismos de Bacias Hidrográficas. “A América Latina tem um quarto de toda a água doce do mundo, por isso, trazer o Fórum para o Brasil significa trazer para a América Latina”, afirma.

Em sua organização, o Fórum Mundial da Água é organizado em processos Temático (clima, pessoas, desenvolvimento, urbano, ecossistema e finanças), Regional (seis regiões do mundo) e Político. Em Brasília, o evento ganha um inédito Grupo Focal de Sustentabilidade. O Fórum Cidadão, que acontece nesta quinta-feira (28) em Foz do Iguaçu, é uma ação transversal a esses processos, com a intenção de garantir a participação de ações com envolvimento social. Ele está sendo realizado em todas as regiões do País.

“O Fórum Cidadão envolve a sociedade e permite que a palavra do cidadão seja escutada. Não se faz gestão da água sem que as pessoas sejam ouvidas”, resume Lupércio. Para ele, os eventos – tanto o local quanto o mundial – são a oportunidade de fincar a bandeira da água nos processos políticos e decisórios do mundo todo.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.