Notícias

05/12/2017

Itaipu Binacional libera recuros para construção de casas em municípios que possuem programas do Águas Paraná

A Itaipu Binacional, a Secretaria Estadual da Família e Desenvolvimento Social (Seds) e 16 municípios lindeiros ao Lago de Itaipu assinaram na tarde desta segunda-feira (4), em Curitiba, um convênio para a construção de 320 casas no Oeste do Estado. A parceria faz parte do acordo de cooperação técnica firmado no início de novembro entre a binacional, o Instituto das Águas do Paraná e o governo do Estado.

Além de financiar o projeto com R$ 10 milhões, a Itaipu é responsável pela delimitação da área de construção, elaboração dos trabalhos técnicos e fiscalização do uso dos recursos, como explica o diretor-geral brasileiro, Luiz Fernando Leona Vianna. “As casas são uma ferramenta de desenvolvimento social para a população carente desses municípios”, ressaltou.

A novidade, que será detalhada em breve, diz respeito à reciclagem de resíduos. Será feito um trabalho de sensibilização para a coleta seletiva, além da criação de meios para o processamento e venda dos resíduos. “Esse trabalho vai beneficiar pessoas de baixa renda, em vulnerabilidade social.

A escolha das 320 famílias foi feita por meio do cruzamento de dados cadastrados pela binacional e pela Seds. O critério tem como base o tamanho da população, o índice de vulnerabilidade e o déficit de habitação da Cohapar. “No grupo de beneficiados também estão contempladas as populações tradicionais, como quilombolas e indígenas”, explicou a gerente do Departamento de Proteção Ambiental da Itaipu, Silvana Vitorassi.

Cada um dos 16 municípios receberá 20 casas. “Se todo final de ano fosse assim seria muito bom. Temos uma demanda maior, mas ficamos felizes com essa parceria entre Itaipu e governo do Estado que contemplará essas primeiras 20 famílias de Terra Roxa”, disse o prefeito do munícipio, Altair de Pádua.

“Essa é a primeira vez que a Itaipu faz a construção de casas, com um projeto mais ligado à família e ao desenvolvimento social”, destacou a secretária da Seds, Fernanda Richa. Segundo ela, a habitação é a maior demanda que chega até a secretaria.

Para o superintendente de Obras e Desenvolvimento de Itaipu, Newton Luiz Kaminski, a previsão é de que a construção das habitações comece em fevereiro. “A ideia é que as famílias já estejam morando em suas novas casas até o final de 2018”, afirmou.

Estiveram presentes no ato da assinatura representantes dos 16 municípios lindeiros: Foz do Iguaçu, Guaíra, Cascavel, Santa Tereza do Oeste, Pato Bragado, São José das Palmeiras, Boa Vista da Aparecida, Toledo, Medianeira, Ouro Verde do Oeste, Matelândia, Terra Roxa, Palotina, São Miguel do Iguaçu, Marechal Cândido Rondon e Quedas do Iguaçu.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Itaipu

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.