Notícias

AGUASPARANÁ participará do projeto de revitalização da orla marítima de Matinhos

Obras de melhoria em um trecho de três quilômetros da orla incluem medidas de proteção e combate à erosão marinha. Além disso, haverá a revitalização da avenida Juscelino Kubitschek, que corta o município. Os projetos estão orçados em R$ 332 milhões.   


O governador Beto Richa, autorizou nesta sexta-feira (26), o início dos procedimentos para a realização do projeto. Nas obras da avenida JK, conhecida como Contorno de Matinhos, serão investidos R$ 32 milhões. A via será inteiramente revitalizada ao longo de 2,4 quilômetros. Haverá dragagem e canalização do Rio do Drago, contornos, rotatória, ciclovias e calçadas, passagens elevadas e implantação de semáforo e de nova sinalização. O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) deve lançar a licitação das obras da avenida ainda neste primeiro semestre.

O presidente do Instituto das Águas do Paraná (AGUASPARANÁ), Iram de Rezende, que participou do lançamento do projeto, disse que o órgão será responsável por parte  importante das obras. Caberá ao instituto as obras de engorda da praia por meio da reposição de 1,7 milhão de metros cúbicos de areia visando evitar a erosão na orla marítima. Também serão implantadas duas estruturas com geotubos (sacos com argamassa), revestidos por grandes pedras para proteção da variação das marés. "Será uma grande obra, com grande aporte de investimentos que irá incrementar o turismo, a economia e a qualidade de vida da população", destacou Rezende.

Além disso, o instituto realizará também serviços de macro e microdrenagem em canais, que evitarão alagamentos em épocas de chuvas fortes e melhorarão a balneabilidade. Na avenida Paraná o projeto prevê a implantação de barreira artificial para isolar as águas da chuva e proteger a areia reposta na praia. Ainda com a função de reter a areia da praia, a rua Francisco Brener receberá uma estrutura chamada de espigão, ou headland.

O planejamento é lançar a licitação até o segundo semestre de 2018. Até lá o projeto inicial, elaborado em 2013, será revisado e adequado para que a obra seja licitada. Uma das medidas necessárias é fazer nova aferição para mensurar a quantidade de areia para a engorda.

 “Uma grande iniciativa, que atende a forte demanda da população de Matinhos", afirmou o governador a respeito das obras na avenida. "Vamos recuperar a faixa da orla que o mar levou na grande ressaca registrada há quase dez anos”, completou Richa. O investimento previsto na recuperação e revitalização da orla é de mais de R$ 300 milhões.

Os novos projetos, ressaltou Richa, passam a integrar um conjunto de melhorias feitas pelo governo no Litoral nos últimos sete anos. “Estamos seguindo à risca o compromisso que assumimos de transformar essa região, grande anseio dos moradores e veranistas”, afirmou, lembrando também das medidas recentes para a construção da ponte na baía de Guaratuba e dos R$ 482 milhões investidos em saneamento no Litoral.

Para o prefeito de Matinhos, Ruy Hauer, as obras vão mudar o município e a região. “São obras importantíssimas para Matinhos, muito esperadas”, disse ele. “O próprio canal, que é na entrada do município vai ficar uma maravilha”, afirmou. Segundo ele, a duplicação da avenida vai mudar a realidade da cidade.

ESTRUTURANTE – O secretário de Estado da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, e o presidente do Instituto Águas Paraná, Iram de Rezende, ressaltaram que o projeto de revitalização de Matinhos terá repercussão em toda esta região. “Certamente vai contribuir para o desenvolvimento social e econômico do Litoral”, disse Richa Filho.

O trabalho para proteção da orla e recuperação da erosão marinha em Matinhos abrangerá cerca de três quilômetros, entre a avenida Augusto Blitskow e a rua Francisco Brener (VER BOX). O Instituto das Águas do Paraná já investiu em torno de R$ 1 milhão para a elaboração do projeto executivo.

PRESENÇAS - Participaram também do encontro os secretários de Estado de Desenvolvimento Urbano, João Carlos Ortega, e do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Antônio Carlos Bonetti; o chefe da Casa Militar, coronel Elio de Oliveira Manoel; o diretor-geral do DER, Nelson Leal Júnior; o diretor-presidente do IAP, Tarcísio Mossato Pinto; os deputados estaduais Nelson Justus, Alexandre Curi e Alexandre Guimarães e prefeitos do Litoral.

Recomendar esta notícia via e-mail:

Campos com (*) são obrigatórios.